Local habitual de venda: Rua da Constituição (Porto)

Maria Conceição da Silva, 38 anos

“É uma forma de não perder os hábitos de trabalho e permite-me continuar a procurar emprego. Ser vendedora da Revista CAIS também me permitiu recuperar a confiança em mim e voltar a sentir-me útil. É uma experiência nova para mim, porque nunca tinha trabalhado nesta área. Gosto de contactar com o público e de ouvir as opiniões sobre os conteúdos da Revista. É uma tarefa que realizo com facilidade.”

 

2014-06-19 em Testemunhos