Jerónimo Albino, 60 anos. Zonas habituais de venda: Algés, Belém e Benfica

Jerónimo Albino

“Vender a Revista CAIS é uma forma de ocupar o meu tempo, de ter uma actividade profissional – como outra qualquer – e de auferir mais algum rendimento, para além da pequena pensão que recebo mensalmente. Para uma pessoa invisual não é uma tarefa fácil, mas tenho-me adaptado bem. Por mim, gosto de vender em todo o lado, desde que as pessoas comprem a revista, tudo bem. Mas, a vida está difícil para todos e isso acaba também por se reflectir na minha venda de revistas.”

2010-10-15 em Testemunhos